Verde, um chamariz insubstituível - Sistema Costa Norte de ComunicaçãoBertioga-Especial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Voltar para especial bertioga

A natureza preservada de Bertioga pode ser sentida já a partir do ar que se respira, puro e úmido; quanto mais próximo estivermos do maciço verde que ladeia o setor urbano, mais ele se faz presente. A diversidade de espécies típicas da Mata Atlântica,  hipnotiza quem está desacostumado com um cenário tão exuberante. Estes dados não são os únicos, mas, certamente, os mais influenciadores da valorização da cidade por quem nela reside e por aqueles que desejam adquirir um imóvel, seja para morar ou para passear, em busca de usufruir de seus benefícios.

Vista de Bertioga
Vista de Bertioga Foto: Antonio TK


Na opinião de quem atua no ramo imobiliário há décadas, a maioria das pessoas que escolhem a cidade para morar, vem em busca do ‘ouro verde’, como o denomina Pedro Alves Cabral, da Ramon Alvares Associados: “Esse ouro verde representa mais de 90% de área verde que temos no município, algo que não tem em outra cidade da região. Isso, pela minha experiência, é uma das coisas que tem atraído bastante o público”.

As características naturais de Bertioga, com jeitinho de cidade do interior em pleno litoral, comenta Pedro, transmitem tranquilidade e, ele acredita ser essa a cidade do futuro, pois, mesmo com o metro quadrado mais valorizado do que em outros municípios, os interessados compreendem a associação direta deste alto custo à escassez de áreas ainda disponíveis, tal a quantidade de território preservado, garantia de que ela permanecerá verde.

Pedro Alves Cabral, da Ramon Alves Associados
Pedro Alves Cabral, da Ramon Alves Associados Foto: Mayumi Kitamura


Para ele, um dos principais fatores que contribuiu com esta preservação é o Plano Diretor vigente, de 1998, que possibilitou o crescimento gradativo da cidade com relação à construção civil. Além disso, alguns parâmetros do documento consistem em atrativo extra aos olhos dos compradores, que é a reserva de área verde nas construções.

Um quadro que torna ainda mais importante as discussões para a elaboração de um novo Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentado de Bertioga. Quem comenta é Moira Cestari Ribeiro, diretora da Praias Paulistas S. A:  “Mais de 90% do município de Bertioga são compostos por parques, área de preservação permanente (APP) e reservas legais. O crescimento pode ser organizado pelo Plano Diretor, bem como por meio de projetos de parcelamento de solo. O planejamento deve contemplar áreas de habitação popular, inclusive, projetos que contemplem segurança, gerenciamento de resíduos, desenvolvimento sustentável e respeito ao meio ambiente”.

Em sua avaliação, a maior parte das pessoas, que se interessam e se propõem a investir em um imóvel aqui, é formada por turistas com interesse no setor náutico, “um potencial que deve ser explorado e que gerará muitos empregos e renda para o município”, detalha Moira, principalmente, devido ao canal de Bertioga e ao rio Itapanhaú.

O tipo de moradia escolhido também tem mudado com o passar dos anos, segundo analisa Ruben del Rio Gonzalez, proprietário da Ruben Imóveis. Para ele, atualmente, a maior procura é por apartamento, na faixa dos R$ 450 mil,  utilizado quase sempre para veraneio por um público predominantemente da classe média, cuja preservação é fator primordial para seus clientes.

Preservação

Para mensurar a proporção da conservação ambiental em Bertioga, basta verificar que, além de outras áreas, existem em seu território duas grandes regiões de preservação permanente, o Parque Estadual da Restinga (Perb), com cerca de nove mil hectares, e o Parque Estadual da Serra do Mar (Pesm) – Núcleo Bertioga, com aproximadamente 24 mil hectares. Ambos foram criados em 2010 e são geridos pela Fundação Florestal, órgão do governo do estado.


O Pesm-Núcleo Bertioga é considerado um marco na conservação da Mata Atlântica da região, sendo o trecho mais preservado do litoral paulista. O Perb, adjacente, é uma área de restinga considerada em estudos da WWF-Brasil e o Plano de Manejo do Pesm como importante corredor biológico entre ambientes marinho-costeiros, a restinga e a Serra do Mar.


É possível fazer uma comparação, a grosso modo, para visualizar a dimensão dos parques: cada hectare corresponde a um campo de futebol, portanto, somente as duas áreas ocupam o equivalente a 33 mil campos de futebol. A área total de Bertioga é de aproximadamente 49 mil hectares.


Veja também

Comunidade indígena preserva identidade

Reserva do Rio Silveira adapta-se aos novos tempos, mas mant...

2000

© 2018 Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte Comunicação | Powered by Mundiware