Confira 3 jogadores que mudaram de clube no ano e decepcionaram | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Eles foram contratados com muitas expectativas, mas ainda não entregaram o que prometiam
Eles foram contratados com muitas expectativas, mas ainda não entregaram o que prometiam Foto: Betsul

Confira 3 jogadores que mudaram de clube no ano e decepcionaram

Eles foram contratados com muitas expectativas, mas ainda não entregaram o que prometiam

06 de janeiro de 2020 Última atualização: 11:37
Por WeContent

Cartolas, jogadores e torcedores acompanham atentamente às movimentações do mercado de transferências neste final de ano e início de 2020. Afinal, é um momento que gera muita expectativa e que pode definir como será o restante da temporada na Europa e a temporada inteira no Brasil, por exemplo. Mas, agora, o momento é de relembrar aqueles atletas que mudaram de equipe em 2019 e que ainda não corresponderam às expectativas.


Foram muitas contratações impactantes durante o ano, principalmente na janela de verão da Europa, entre os meses de junho e agosto. Enquanto vários vingaram e outras várias gratas surpresas apareceram, muitos que prometiam arrebentar em 2019 ficaram muito abaixo. A seguir, confira uma lista com X deles!


Eden Hazard

Quando se é a contratação mais cara da janela de transferências a expectativa é alta. Quando, além disso, a contratação serve para suprir a saída de um dos maiores jogadores de todos os tempos que que transformou o clube, a pressão é ainda maior. E até o momento Hazard não conseguiu mostrar que pode ser o substituto de Cristiano Ronaldo no Real Madrid.


Comprado pelos Merengues por 100 milhões de euros (cerca de R$ 440 milhões), Hazard foi o grande destaque da janela de verão, sendo o mais caro jogador a mudar de clube no meio do ano. Liderança técnica no Chelsea e responsável por muitos títulos dos Blues, o belga chegou com expectativas astronômicas, do mesmo tamanho da decepção após seis meses.


Os problemas começaram logo no início da temporada. O Real Madrid não engatava sequência de vitórias e as cobranças começaram a cair sobre Hazard, que estava visivelmente acima do peso. Até aqui, foram somente 13 jogos, em poucos jogando os 90 minutos da partida, com apenas um gol marcado nos quase mil minutos em que esteve em campo.


Matthijs de Ligt

O Ajax encantou na última temporada e enquanto os olhares estavam voltados ao poderio ofensivo dos holandeses, que realmente impressionou pela qualidade técnica e repertório nas construções de ataques, houve também aqueles que olharam para Matthijs de Ligt. Nada mais justo para um zagueiro que com somente 20 anos já era capitão de um dos maiores clubes do mundo.


Semifinalista da Liga dos Campeões, competição no qual marcou gols importantes, de Ligt despertou o interesse de vários times, incluindo a Juventus, adversário no qual fez o gol da classificação na Champions. Por influência de Cristiano Ronaldo, escolheu o time de Turim e chegou à Itália com tudo para se encaixar no já excelente sistema defensivo da Juve -- foi vendido por 85,5 milhões de euros (mais de R$ 300 milhões).


No entanto, a mudança parece ter mexido com o jovem holandês. Apesar da boa campanha da Juventus na temporada, de Ligt começou a ser cobrado pelo excesso de falhas que culminaram em vários gols sofridos pela equipe que domina o futebol italiano. O próprio jogador admitiu que ao sair do Ajax perdeu um pouco de sua confiança.


Mesmo assim o zagueiro é titular da Juve na temporada e aos poucos vai recuperando o bom futebol que o colocou sob os holofotes. No entanto, ainda está longe de atuações que possam tirar o rótulo de decepção.


Luka Jovic

A maré de azar do Real Madrid não terminou com Eden Hazard. Na verdade, o momento terrível do belga alivia um pouco a barra de outra grande decepção na temporada: Luka Jovic. O sérvio que por algumas temporadas comandou o ataque do Eintracht Frankfurt foi fundamental para mudar o time de patamar, principalmente na de 2018/19, quando marcou 27 gols e ajudou o time a conquistar a Copa da Alemanha.


Por isso, aos 21 anos, foi comprado por R$ 262 milhões, uma aposta ambiciosa do Real Madrid que estava reformulando o seu setor ofensivo. Contratado para brigar com Karim Benzema pelo posto de centroavante titular, o sérvio passou longe de sequer fazer sombra ao francês.


Em 13 jogos pelos Merengues, somente um gol marcado (contra o Leganés, na goleada por 5 a 0). Em três delas o atacante começou como titular e foi substituído e em nove começou no banco, mas entrou no decorrer da partida. Por isso, tempo não faltou para Jovic mostrar trabalho nestes seis meses e pelo menos colocar uma dúvida na cabeça de Zidane se deve ou não ser o camisa 9 do Real.


Fonte: Betsul

Comentários
41649
Outras
Últimas Notícias