4ª etapa do GP Ravelli de MTB define as disputas para a grande final | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
4ª etapa do GP Ravelli de MTB define as disputas para a grande final
Foto: Divulgação

4ª etapa do GP Ravelli de MTB define as disputas para a grande final

Muito frio e percurso duro e técnico marcaram a etapa de Piedade do GP Ravelli

13 de agosto de 2019 Última atualização: 16:43
Por Da Redação

Temperatura de aproximadamente 10 graus e longas subidas nas montanhas da cidade de Piedade-SP,  evidenciaram a dura etapa do GP Ravelli. O evento aconteceu no domingo, 4 de agosto, com a presença de mais de 500 atletas, que encararam as adversidades desta prova considerada pela maioria dos participantes a mais difícil do circuito.

Marília Gabriela Ravelli, organizadora da prova comenta que “os atletas mostraram muitos retornos positivos, encararam o puro MTB, superando seus limites e desafios em meio a tantas subidas duras e trilhas bem técnicas da cidade de Piedade”.

A arena do evento foi montada no Parque Ecológico e disponibilizou um espaço muito amplo, com stand dos patrocinadores e praça de alimentação com várias opções de comidas e bebidas.

A grande final do GP Ravelli acontecerá na cidade de Espírito Santo do Pinhal-SP, no dia 6 de outubro e promete muitas disputas nas categorias para a conquista do título de 2019.

As inscrições para a próxima etapa podem ser feitas no site www.gpravelli.com.br. e para conferir os resultados desta etapa e a classificação do raking basta acessar o link, https://www.gpravelli.com/resultados

Atleta de Ilhabela segue na disputa pelo título na elite

 

Edivando de Souza Cruz, atleta de Ilhabela, que participou dos jogos olímpicos de Atenas, e hoje integra o time de Jundiaí, está em segundo lugar no ranking da elite pró, ainda com chances de ser campeão.

  

Edivando conta com o patrocínio da First Bikes, e co-patrocínio: Vzan/Proshock.
Edivando conta com o patrocínio da First Bikes, e co-patrocínio: Vzan/Proshock. Foto: Fotopbr
 

 “A etapa de Piedade é sempre dura, pelo quarto ano participo aqui. Apesar de difícil é bastante divertido, com muitas trilhas e trechos de alta velocidade, principalmente no final. A temperatura abaixo dos 10 graus foi outro adversário, que dificultou ainda mais o desempenho de nós atletas nesta etapa. Agora estou na segunda colocação do ranking, depois do terceiro lugar que conquistei nesta etapa; ainda temos a última etapa em Santo Antônio do Pinhal-SP, uma prova tecnicamente difícil, onde tudo pode acontecer. Estou muito feliz com o meu desempenho, que vem sendo constante desde o começo do ano.”

Na categoria pró elite masculina Edivando foi o terceiro colocado
Na categoria pró elite masculina Edivando foi o terceiro colocado Foto: Arquivo pessoal
 

  

No feminino destaque para Jacqueline Dubieux

Depois de ficar em segundo lugar nas três primeiras etapas do GP Ravelli, Jacqueline Dubieux vence a etapa de Piedade, e fica em condições de brigar pelo título na última etapa.

 

Jacqueline Dubieux, conta com o apoio da Pedal Place bike shop e ALD Assessoria Esportiva
Jacqueline Dubieux, conta com o apoio da Pedal Place bike shop e ALD Assessoria Esportiva Foto: Fotopbr
 

 “Foi preciso muito treino e muita dedicação. Em todas as etapas eu tentei andar na frente da Patricia Moraes (que lidera o ranking com três vitórias) e não consegui, porém esta etapa com muitas subidas longas favoreceu meu desempenho e na metade da prova ultrapassei minha adversária e fui até o fim. Estou muito feliz com essa vitória; agora é treinar muito pra chegar forte na última etapa”.

 

Pódio da categoria sport feminina sub 40
Pódio da categoria sport feminina sub 40 Foto: Arquivo pessoal
 

 

A etapa de piedade na visão do atleta

O experiente Atleta Fabio Hossaki, que disputa a categoria pró Heavy Bikers, inclui o GP Ravelli como prioridade em seu calendário de provas.

  

Fabio Hossaki é o quarto colocado no ranking após 4 etapas
Fabio Hossaki é o quarto colocado no ranking após 4 etapas Foto: Arquivo pessoal
 

“Sobre a etapa de Piedade, já sabemos o que nos espera quando vemos as montanhas que cercam a região, uma vez dada a largada ou está subindo ou está descendo, é assim o tempo todo. Quase 2000 metros de elevação em 60km. O frio foi o adversário mais poderoso, um desafio a parte conseguir aquecer o corpo; terminando uma escalada começava a descer e em 5 segundos o corpo já ficava gelado novamente. Belos cenários naturais se desenhavam ao longo do percurso e quem estivesse mais atento ou que foi participar sem intuito competitivo, conseguiu vislumbrar belas paisagens. Agora é se preparar para Espírito Santo do Pinhal, a etapa final com muita trilha e muita montanha a ser vencida”.

34956
Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral