Equipe de jurados visita escolas candidatas ao prêmio Atitude Ambiental | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Escolas apresentaram trabalhos voltados aos oceanos, mares e recursos marinhos
Escolas apresentaram trabalhos voltados aos oceanos, mares e recursos marinhos Foto: Marina Aguiar/JCN

Equipe de jurados visita escolas candidatas ao prêmio Atitude Ambiental

Doze escolas municipais, estaduais e privadas apresentaram trabalhos focados nos oceanos, mares e recursos marinhos

14 de setembro de 2018 Última atualização: 15:31
Por Marina Aguiar
Escolas apresentaram trabalhos voltados aos oceanos, mares e recursos marinhos
Escolas apresentaram trabalhos voltados aos oceanos, mares e recursos marinhos Foto: Marina Aguiar/JCN

Escolas apresentaram trabalhos voltados aos oceanos, mares e recursos marinhos
Escolas apresentaram trabalhos voltados aos oceanos, mares e recursos marinhos Foto: Marina Aguiar/JCN

Os jurados do prêmio Atitude Ambiental visitaram 12 escolas inscritas, entre quinta e sexta-feira, 13 e 14. O projeto é uma das frentes do programa Clorofila, promovido pela Sobloco Construtora, e estimula a criatividade e o conhecimento sobre temas sustentáveis nas escolas municipais, estaduais e privadas de Bertioga. Foram dois dias de apresentações musicais, de projetos, encenações, bate-papos e surpresas. O tema deste ano é Vida debaixo D'água, com trabalhos voltados à conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável. Os vencedores serão premiados em uma festa no Centro de Convivência da Fundação 10 de Agosto, em 18 de outubro.

A Escola Estadual Praia de Boraceia, por exemplo, apresentou um coral com mais de 100 alunos e montou uma sala que projetava imagens do fundo do mar. Já na Escola Municipal Professor José Inácio Hora, no Centro, a equipe pedagógica e os alunos reproduziram diversos aspectos marinhos em cada sala de aula. A escola apresentou salas 'vestidas' de praias, manguezais e recifes de corais,  e cada turma aprendeu sobre temas relacionados à sua sala, sempre guiados por educadores fantasiados com um quepe de marinheiro. "Nós somos os marinheiros da educação", brincou a assistente de direção Raquel Carvalho Batista Feitosa.

Na Escola Municipal Hilda Strenger Ribeiro, na Vista Linda, os alunos dos 5ºs anos empenharam-se em pesquisas sobre a transposição do rio Itapanhaú, proposta pelo governo do estado, e apresentaram os prós e contras da obra. A aluna Nycolly Yasmin Xavier da Silva, ressaltou o impacto ambiental no manguezal: "O mangue é formado pela água doce do rio e a água salgada do mar, eles formam a água salobra. Se a transposição acontecer, há perigo de o mar invadir o mangue e prevalecer a água salgada. Pode secar os mangues e os animais podem morrer. A gente descobriu também que o mangue é o berçário dos animais, os tubarões e outros animais deixam os filhotes lá pra crescer", detalhou a aluna de 10 anos.

A diretora de marketing da Sobloco Beatriz Pereira de Almeida surpreendeu-se com o nível de conhecimento dos alunos: "A explicação das crianças, às vezes, nem a gente sabe, aprendemos muito com eles. O prêmio é um estímulo, mas se não fosse o envolvimento da equipe pedagógica, não teria tantos frutos. Fico muito feliz de ver o potencial que Bertioga tem e o quanto podemos fazer. Construir a cidade com uma consciência mais cidadã, responsável com o meio ambiente, é esse o nosso objetivo", declarou.

O prêmio é realizado há 26 anos e, segundo Beatriz, foi um dos motes para a criação do programa Clorofila, que já envolveu 16 mil alunos em atividades  que envolvem plantios, hortas, culinária sustentável, cursos de formação, concursos, vivências, reciclagem de lixo e materiais usados, feiras de meio ambiente e uma assessoria pedagógica constante. Recém-chegado à cidade, o atual secretário de Educação de Bertioga Rubens Antônio Mandetta de Souza parabenizou e acompanhou de perto o trabalho da Sobloco nas escolas. "Nós moramos em uma cidade que tem o meio ambiente muito presente na nossa vida. Este é um trabalho fundamental para que os alunos tomem consciência no processo de aprendizagem e trabalhem pela preservação de sua cidade; a Sobloco está de parabéns por essa iniciativa".

Últimas Notícias