Correios atenderá no Espaço Cidadão-Centro, a partir do dia 4 | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Funcionários já iniciaram a mudança
Funcionários já iniciaram a mudança Foto: JCN

Correios atenderá no Espaço Cidadão-Centro, a partir do dia 4

O atendimento no imóvel atual, na avenida 19 de Maio, será até às 12 horas, do dia 2

28 de dezembro de 2018 Última atualização: 14:25
Por Da Redação

A agência dos Correios de Bertioga passará a atender o público em uma sala, cedida pela prefeitura, no Espaço Cidadão-Centro, na avenida Anchieta, 392, no Centro.  A informação foi dada pelo prefeito Caio Matheus, durante o programa Café da Manhã, da TV Costa Norte, na quinta-feira, 27.  


Embora o Correios seja um serviço do governo Federal, Caio Matheus destacou: "A prefeitura interveio para não cessar o serviço na cidade, o que causaria transtorno para a sociedade".


As equipes já trabalham na mudança e o atendimento, segundo informações dos Correios terá início na próxima sexta-feira, dia 4. O imóvel atual, na avenida 19 de Maio, funciona até às 12 horas da próxima quarta-feira, dia 2. 


Motivo da mudança

Em decisão, ocorrida no dia 29 de outubro e publicada no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 3ª Região, no dia 5 de novembro, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região decretou o despejo voluntário do equipamento em 15 dias a contar da intimação, sob pena de despejo compulsório. 


Segundo consta no processo, o contrato de locação do imóvel, localizado na avenida 19 de Maio, 455, no Albatroz, seria vigente de 01/06/2008 a 01/06/2013, sendo o aluguel acertado em R$ 6.945,40 mensais, reajustável anualmente pelo IPCA/IBGE apurado no período. No entanto, o proprietário do imóvel morreu e, após o término do contrato, os Correios teriam exigido documentações relacionadas ao falecimento e trâmite do inventário para renovação e, desde então, o imóvel é ocupado sem contrato de locação.


O espólio de Silvio Cristoni, requereu na justiça o pagamento de R$ 521.054,42 devido a inadimplência e ausência de reajuste conforme estipulado em contrato; valores referentes a despesa de água, além da desocupação do imóvel. Por isso, foi julgado parcialmente procedente o pedido, sendo afixado em 15 dias, a contar da intimação, para desocupação voluntária, sob pena de despejo compulsório; o pagamento dos aluguéis devidos desde junho de 2013, com reajuste e multa; além dos honorários advocatícios, em 10% sobre o valor da condenação, devidamente atualizado.

25704
Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral