Morador de Bertioga morre por febre amarela | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Foto: Rodrigo Nunes/MS

Morador de Bertioga morre por febre amarela

A prefeitura informou que a vítima contraiu a doença em São Sebastião

20 de janeiro de 2019 Última atualização: 19:00
Por Da Redação

A prefeitura de Bertioga confirmou a morte de um morador da cidade por febre amarela. O caso, que circula nas redes sociais, alerta para a importância da vacina, oferecida gratuitamente pelo SUS. O nome da vítima não foi divulgado. 


Segundo nota emitida pela prefeitura, o morador teria contraído a doença em São Sebastião, onde trabalhava. Por isso, ressalta que não registrou nenhum caso autóctone, ou seja, originado no município. Além de ressaltar a necessidade da imunização, a Secretaria de Saúde também alerta a população que, caso encontre macacos mortos, que comuniquem as autoridades. 


Vacina 

A aplicação da vacina contra a febre amarela é contraindicada para crianças menores de 9 meses; gestantes; mulheres amamentando crianças de até 6 meses; pacientes em tratamento  de quimioterapia, radioterapia ou com corticoides, em doses elevadas.


Deverão consultar o médico da necessidade da vacina:  os portadores do vírus HIV, pacientes com tratamento de neoplasia concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e doença falciforme.


Febre Amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa transmitida por meio da picada de mosquitos infectados, e pode afetar humanos e animais, como os macacos. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa. A vacina é a principal ferramenta de prevenção.


Os principais sintomas da febre amarela são: febre, calafrios, dor de cabeça, dores no corpo, fadiga, náuseas e vômitos. A manifestação clínica inclui insuficiência hepática e renal, podendo evoluir para óbito.

26373
Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral