Prefeitura realiza simulado de emergência em escola de Santos | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Prefeitura realiza simulado de emergência em escola de Santos
Foto: Rogério Bomfim

Prefeitura realiza simulado de emergência em escola de Santos

Treinamento envolveu mais de 700 pessoas na EM Prefeito Esmeraldo Tarquínio nesta quinta-feira, 8

08 de agosto de 2019 Última atualização: 17:25
Por Da Redação

Foto: Rogério Bomfim

Foto: Rogério Bomfim

Foto: Rogério Bomfim

Mais de 700 pessoas, entre alunos do ensino fundamental e funcionários da escola municipal Prefeito Esmeraldo Tarquínio (rua Doutor Alderico Monteiro Soares, s/nº, Bom Retiro), participaram de mais dois simulados de abandono da unidade nesta quinta-feira, 8.

Os exercícios, organizados pela Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) Setorial Educação, integram o preparo das unidades de ensino, que é precedido de capacitação dos funcionários como brigadistas.

Participe dos nossos grupos ℹ http://bit.ly/CNAGORA3 🕵‍♂Informe-se, denuncie!

Para alcançar todos os alunos da Esmeraldo Tarquínio, o treinamento foi realizado nos dois períodos do dia, com simulação de um incêndio no palco localizado no andar térreo. O prédio possui mais dois pavimentos e uma quadra poliesportiva na cobertura.

Pela manhã, a evacuação dos alunos aconteceu em 4 minutos, tempo considerado “ótimo” por Antônio Borges, coordenador da ação que atua na área de treinamento em segurança do trabalho da Prefeitura.

“A evolução deste exercício foi muito boa, porque quando lidamos com criança é importante observar com mais cuidado. Mas vamos melhorar ainda mais, todas as crianças precisam sair em fila, com as mãos nos ombros dos colegas e abaixados”, explicou Borges, na reunião de balanço após o simulado.

Representando a Defesa Civil, José Turziani destacou a necessidade de mais treinamentos com os adultos. “Todos precisam estar muito bem treinados e conscientes do que vão fazer porque numa situação real tudo é mais complicado. Os brigadistas precisam tomar a frente da ocorrência, controlar a situação e organizar as crianças. Mas todos estão de parabéns, o processo de aprimoramento é assim mesmo”.

HISTÓRICO

Em 2016, a ‘Esmeraldo’ sofreu um incidente desta natureza e, por isso, é uma das pioneiras nesse tipo de treinamento. Para a assistente de direção, Cristiane Amaro dos Santos, os simulados na escola têm progredido bastante e precisam estar afinados com o que é exigido pela Cipa até pelo tipo de estrutura da unidade de ensino. “Temos evoluído quanto ao gerenciamento de sair nesse momento de emergência, até porque a escola é verticalizada e possui muitos alunos. Com esse preparo, nós saberemos como agir”. 

22 ESCOLAS

A partir do incidente, a Cipa Setorial Educação elaborou um projeto-piloto desenvolvido na unidade José da Costa Barbosa (José Menino) e, posteriormente, também executado na Esmeraldo Tarquínio e Florestan Fernandes (Embaré). Atualmente, mais 22 escolas são preparadas com elaboração de plano de emergência, que inclui informações do tipo de edificação onde a escola está instalada, número de pavimentos, população fixa, se há pessoas com mobilidade reduzida, quais as rotas de fuga, entre outras.

No preparo estão também cursos de primeiros socorros e de combate a incêndio. Ao final, o grupo participará da formação em brigadistas. “Com essas etapas concluídas, poderemos ter a formação de brigadas de incêndio nas escolas”, finaliza Rosana Parra, presidente da Cipa Setorial Educação.

34773
Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral