‘Guarujá tem História’ promove envolvimento entre gerações de estudantes | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
‘Guarujá tem História’ promove envolvimento entre gerações de estudantes
Foto: Hélder Lima

‘Guarujá tem História’ promove envolvimento entre gerações de estudantes

Projeto envolveu cerca de 7.700 alunos do Ensino Fundamental II em pesquisas sobre a história dos bairros

15 de agosto de 2019 Última atualização: 14:41
Por Da Redação

“Esse trabalho nos incentivou a cuidar do nosso bairro, aumentamos a nossa autoestima e descobrimos muitas coisas com a pesquisa”. A afirmação é do aluno João Gabriel de Paula, de 14 anos, do 9° ano da EM Professora Maria Aparecida de Araújo (Morrinhos II). Trata-se do Projeto ‘Guarujá tem História’, realizado pela Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Sedel).

O projeto envolveu em todo processo, cerca de 7.700 alunos do Ensino Fundamental II, da rede municipal de ensino. Em fevereiro, eles foram orientados a pesquisar os aspectos culturais, geográficos, históricos e econômicos dos seus respectivos bairros.

Participe dos nossos grupos ℹ http://bit.ly/CNGUARUJA2 🕵‍♂Informe-se, denuncie!

Já em junho, os estudantes apresentaram mostras nas suas unidades escolares. O projeto foi encerrado na etapa municipal, que aconteceu na quinta-feira, 8, no Teatro Municipal Procópio Ferreira.

Na etapa municipal os alunos apresentaram todas as descobertas culturais, históricas e sociais, por meio de intervenções artísticas, explanações e salas temáticas, e ainda participaram de premiações nas seguintes categorias: pesquisa; poesia; sala temática; apresentação artística e o envolvimento da comunidade com o projeto.

Professora da Unidade, Carla Vanessa de Oliveira, afirma que os alunos se empenharam na pesquisa de campo para descobrir o nascimento do bairro Morrinhos, a construção dos lares, os avanços do comércio local, as antigas brincadeiras e a nomeação das ruas do bairro.

“As entrevistas nos levaram a descobrir todo processo de inauguração e a realidade do bairro no passado. Principalmente pelo contato com a população e com os idosos, que relataram as mudanças da comunidade em décadas”.

No processo, os alunos conheceram a história da Dona Maria, que comentou a saudade dos seus filhos pequenos, que cresceram brincando pelas redondezas do mangue. Entusiasmados com os depoimentos da moradora, chegaram a entrevistar com videoconferência sua filha que não mais reside na cidade.

Foto: Hélder Lima
 
34986
Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral