Usuários reclamam de atraso na linha 18 da Viação Bertioga | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Usuários reclamam de atraso na linha 18 da Viação Bertioga
Foto: JCN

Usuários reclamam de atraso na linha 18 da Viação Bertioga

Empresa informou que enfrenta problemas com veículos modelo 2018; cinco foram recolhidos para manutenção, nos últimos três dias

04 de setembro de 2019 Última atualização: 14:50
Por Eleni Nogueira

A rotina de trabalhadores e estudantes, moradores dos bairros Rio da Praia e Maitinga, em Bertioga, está prejudicada desde a segunda-feira, 2, no horário das 6h20. Isso porquê, segundo reclamações enviadas via WhatsApp, o veículo da linha 18 - São Lourenço, da Viação Bertioga, não tem passado no horário.


Na quarta-feira, 4, pela manhã, um usuário, morador do Maitinga, disse: "Esta é a segunda vez que tenho que pegar a minha filha no ponto de ônibus, porque ela liga e diz que o ônibus não passou". Nesta situação, o pai acaba passando nos pontos e recolhendo as "amiguinhas de sala dela", que, segundo ele, são meninas de 12 anos.  Ele ainda disse que tentou contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da empresa, mas que o atendimento é só a partir das 8h. Ele criticou: "Descaso e desrespeito". 


Participe dos nossos grupos ℹ http://bit.ly/CNAGORA7 🕵‍♂Informe-se, denuncie!


Vanira Aparecida Sebezenkovas chegou a perguntar se os ônibus estavam em greve. "Tem bastante gente aqui no ponto de ônibus do Jardim Rio da Praia e até agora nada. Ele tinha que passar às 6h20". 


Em outra mensagem, um usuário desabafou: "Bom dia. Linha 18 São Lourenço, mais uma vez, deixando o usuário no ponto". Outro usuário do grupo respondeu: "Até quando vamos ficar de braços cruzados? " 


O gerente da Viação Bertioga, Mário Marques, informou que desde  segunda-feira, 2, a empresa enfrenta problemas com os veículos modelo 2018.  “Na segunda-feira, dois carros foram recolhidos; ontem [terça-feira], um, e hoje mais dois. Todos apresentam a mesma ocorrência, a falta de potência".


Ainda segundo Marques, o que todos têm em comum é que foram trocados os filtros do Arla, sistema responsável pela redução de emissão de poluentes atmosféricos. “O módulo eletrônico do veículo bloqueia a força e velocidade do ônibus com este mau funcionamento.  Os filtros trocados eram novos e estamos com nossa equipe de manutenção trabalhando para liberar estes carros ainda hoje e normalizar a situação”. A empresa responsável pelos filtros também foi notificada.   

 

Outra dificuldade apontada pelo gerente é a mudança dos alunos da EE Vicente de Carvalho, escola que encontra-se interditada, desde 16 de junho deste ano. Segundo ele, são cerca de 300 alunos que no mesmo horário precisam de trasporte para o Centro. "Colocamos carros extras, mas com a dificuldade relatada acima tivemos a falta destes carros nos horários de pico".

 

Comentários
35643
Últimas Notícias