Acidentes de trânsito na Baixada Santista caem 50% durante a quarentena | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Acidentes de trânsito na Baixada Santista caem 50% durante a quarentena
Foto: Edson Lopes Jr

Acidentes de trânsito na Baixada Santista caem 50% durante a quarentena

Estudo avalia período entre 24 de março e 30 de abril deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado

27 de maio de 2020 Última atualização: 13:58
Por Da Redação

Levantamento do programa Respeito à Vida, do governo de São Paulo, comprova a relação direta entre os índices de isolamento social e o número de acidentes de trânsito. Foram analisadas as estatísticas de 104 cidades acompanhadas pelo Sistema de Monitoramento Inteligente entre os dias 24 de março, início da quarentena, e 30 de abril. No período, houve redução de 41% nas ocorrências em vias urbanas e rodovias registradas pelo Infosiga SP, que representa 6,8 mil acidentes a menos com vítimas feridas ou fatais. Na Baixada Santista, a queda foi de 50% no período.


Participe dos nossos grupos ℹ http://bit.ly/CNAGORA3 🕵‍♂Informe-se, denuncie!


Números na região (cidades com mais 70 mil habitantes)

Foto: Reprodução
 

De acordo com o estudo, entre os dias 24 de março e 30 de abril deste ano, houve 9,7mil acidentes de trânsito nas 104 cidades analisadas. No mesmo período do ano passado, foram registradas 16,5 mil ocorrências sendo que, em cada uma delas, pode haver mais de uma vítima ou veículo envolvido. Em média, o índice diário de isolamento foi de 54%, levando à razão de 126 acidentes evitados por dia a cada 1% de isolamento.

Foto: Reprodução
 

De acordo com os dados do Infosiga SP, houve queda de 40% nos acidentes em vias municipais, que concentram 69% dos casos. Nas rodovias, a queda foi de 45%. Em 15 regiões administrativas do Estado houve redução dos índices. As cidades da região de Registro não entram no monitoramento por terem menos de 70 mil habitantes.


Meios de transporte

A análise do programa Respeito à Vida indica também queda nos acidentes em todos os modais. Ocorrências envolvendo motocicletas lideram as estatísticas, com 4,4 mil casos no período, redução de 37% na comparação com 2019 (6,5 mil acidentes). Em seguida, aparecem os automóveis com 4,3 mil ocorrências e queda de 41%. Foram registrados ainda 290 acidentes envolvendo bicicletas (queda de 33%) e 510 ocorrências com caminhões (-23%).

 

Comentários
69793
Últimas Notícias