Toninho Colucci culpa atual administração pela favelização e crise sanitária na Ilhabela | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Autor:

Toninho Colucci culpa atual administração pela favelização e crise sanitária na Ilhabela

Ex-prefeito participou do programa Opinião 2.0 e disse que a explosão de invasões tem motivos eleitorais e são em parte responsáveis pelas ‘bandeiras vermelhas’ nas praias

11 de julho de 2019 Última atualização: 14:29
Por Alê Morales

Foto:

Para o ex-prefeito a motivação do crescimento desordenado é leitoral
Para o ex-prefeito a motivação do crescimento desordenado é leitoral Foto:

Colucci relaciona a favelização da Ilhabela a crise sanitária e falta de balneabilidade das praias
Colucci relaciona a favelização da Ilhabela a crise sanitária e falta de balneabilidade das praias Foto:

A prefeitura de Ilhabela está divulgando através de suas redes sociais um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) imposto pelo Ministério Público, assinado no dia 30 de maio pela prefeita Gracinha Ferreira, e que estipula metas e datas para estancar e interromper o processo de invasão e favelização que tomou conta do município.

São 12 itens, entre eles, a proibição de qualquer parcelamento de solo urbano ou rural em áreas objeto de posse e a abertura de novas ruas ou prolongamento das existentes que não estiverem com o parcelamento do solo aprovado, aumento da efetividade da fiscalização e metas curtas de regularização fundiária, abairramento e a instalação de ‘postos de monitoramento preventivo’ no início das vias de acesso aos locais de maior expansão de assentamentos precários, como o Senzala, Buraco do Morcego, Camarão, Chico Gravi e Morro da Irene.  A mesma medida será adotada em outros núcleos que se constate aumento significativo de ocupações irregulares.

Todas as ações previstas no TAC têm prazo para a realização e também multas ao município em caso de descumprimento.

O ex-prefeito de Ilhabela Toninho Colucci foi o convidado do Programa opinião 2.0 desta quinta-feira e comentou que a grande motivação do crescimento desordenado do município é a criação de ‘Currais eleitorais’ políticos que exploram a carência e a pobreza das pessoas incentivando as invasões em troca de votos.

O ex-prefeito também relacionou a ‘crise sanitária’ que a ilha vive, em relação a falta de balneabilidade e as bandeiras vermelhas (Cetesb) que tomaram conta de quase todas as praias do município com a ‘explosão’ das ocupações desordenadas da atual gestão, estes núcleos que segundo o prefeito se multiplicaram na atual gestão fornecem córregos de esgoto desaguados diariamente nas praias da Ilha.

O desemprego que o município vive também é relacionado pelo ex-prefeito ao atual ‘momento’ administrativa que a cidade vive, pois, a falta de balneabilidade nas praias tem espantado turistas e afugentado os veranistas, esvaziando a cidade e minguando as oportunidades de trabalho no turismo antes abundantes.

Autor:
 

O programa Opinião 2.0 vai ao ar de segunda a sexta, ao vivo, na TV Costa Norte 48.1 digital, canal 15 da NET, Rádio Praia FM 106,1 e nos canais do Youtube e facebook do sistema Costa Norte de Comunicação.

33427
Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral