Mulher é presa por recusar corrida com taxista negro | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Mulher é presa por recusar corrida com taxista negro
Foto: Reprodução

Mulher é presa por recusar corrida com taxista negro

Suspeita afirmou ser racista e dificultou até o trabalho de policiais negros

06 de dezembro de 2019 Última atualização: 16:02
Por Da Redação


Uma mulher foi detida na tarde desta sexta-feira, 6, após ofender um taxista negro e se negar a dar informações a policiais negros em Belo Horizonte (MG). 


Participe dos nossos grupos ℹ https://chat.whatsapp.com/KsyPyAvSbvP8gERnqSAD8N 🕵‍♂Informe-se, denuncie!


O crime de racismo ocorreu em um ponto de táxi em frente à Justiça Federal na região Centro-Sul do município e, segundo o taxista Luis Carlos Alves Fernandes, de 51 anos, a jovem Natália Burza Gomes Dupin estava acompanhada do pai e dizendo ofensas ao taxista.


Foto: Reprodução/Rede Globo
 


Fernandes então se aproximou e ofereceu seus serviços, perguntando "Minha senhora, você está precisando de táxi?". A moça respondeu que precisava sim, mas que não andava com negro em seguida cuspiu no pé na vítima.


A Polícia Militar foi acionada, Natália dificultou o trabalho de um sargento negro afirmando que não daria informações e chamou uma sargento de 'sapata' antes de ser algemada. "Pelo fato da gente ter a pele escura, ela não quis conversar conosco. Foi preciso um policial de cor branca colher os dados pessoais dela", informou o sargento Willian Nascimento.


Natália vai responder por injúria racial, desacato, desobediência e resistência. Ela foi encaminhada para uma unidade prisional do estado não informada.

Comentários
39944
Últimas Notícias