Passageiros de ônibus ficam 12h presos na estrada Guarujá-Bertioga | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Autor:

Passageiros de ônibus ficam 12h presos na estrada Guarujá-Bertioga

Queda de barreira e árvores à noite impediu a passagem do ônibus e passageiros foram resgatados hoje pela manhã, por barco; via segue interditada

03 de março de 2020 Última atualização: 14:07
Por Eleni Nogueira

Foto: Divulgação/DER

Foto: Divulgação/DER

Foto: Reprodução/ Der-SP

Autor:
 


A estrada Guarujá- Bertioga (SP-61) está interditada entre os Km 12 e 17,2, em decorrência de queda de barreiras e árvores, ocorrida na noite de segunda-feira, 2. Passageiros de um ônibus, que seguia sentido balsa de travessia Guarujá-Bertioga, para o Perequê, foram surpreendidos pelo incidente e passaram 12 horas presos na estrada, sendo resgatados na manhã desta terça-feira, 3, por um barco.


As imagens foram registradas e uma das vítimas conta os momentos de pânico.  “Parecia um filme”, disse a jovem  Thauany Veiga, de  21 anos, moradora do Perequê. Ela voltava do trabalho, por volta das 21h50, quando em um trecho da estrada, próximo ao Bar da Bica (KM 13), o motorista se deparou com uma árvore caída.


Participe dos nossos grupos ℹ bit.ly/GRUPOCNGUARUJA 🕵‍♂Informe-se, denuncie!


Foi uma sequência de desvio de árvores e o grupo chegou a conseguir machado e facão para cortar uma delas, mas quase foi atingido pela queda de barreira: “Quando estávamos cortando a segunda árvore ouvimos um estalo no morro e ao olharmos para cima vimos  o barranco descendo. Saímos correndo; nunca corri tanto na minha vida, fiquei muito assustada”.


Apreensivo, segundo ela, o motorista resolveu sair do ponto, onde havia muitas árvores, e retornou para o trecho do Bar da Bica, onde achou ser mais seguro. Lá ficaram até às 10 horas da manhã de hoje.  “A chuva foi ficando cada vez mais forte. Os celulares  sem bateria, com sinal fraco, não tinha wife. Por sorte  tinha cabo Usb e o motorista ligava o ônibus, de vez em quando, para dar uma carga na bateria e a  gente conseguir se comunicar com familiares”.


Pela manhã, eles contaram com a solidariedade de moradores que lhes serviram água, café e biscoitos e Thauany  constatou um cenário de caos: “A gente foi olhar e vimos o asfalto todo rachado, tá oco, postes caídos, árvores enroscadas nos fios; moradores procurando pessoas que foram para a igreja; a igreja foi destruída, casas foram destruídas pela lama; tem um morador desaparecido”.


Em seguida, o motorista tentou seguir para o Perequê, mas a estrada estava bloqueada e os passageiros resolveram pedir ajuda:  “A gente tentou achar alguma saída; ligamos para o pessoal do trabalho para ver se dava para chamar um barco, para trazer comida, ou buscar a gente, e um moço foi de barco e fez este trajeto para a gente, do Bar da Bica até o Bar do Joca, e de lá um senhor deu uma carona para agente até o Perequê”.

 

Agora pela manhã, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que acionou as equipes de conservação para início da limpeza da pista e viaturas da Unidade Básica de Atendimento do DER estão no local orientando os motoristas.

 

 

 

 

 

Comentários
45072
Últimas Notícias